ENCONTRO “CENÁRIOS CURITIBANOS” AJUDA O PMDB A SE REORGANIZAR EM CURITIBA

O seminário “Cenários Curitibanos”, realizado na noite desta quinta-feira (9), na Câmara de Vereadores de Curitiba, foi mais uma ação para reorganizar o PMDB em Curitiba e contou com a participação de cerca de 200 pessoas, dentre intelectuais, líderes comunitários, religiosos, estudantis, sindicais e professores, que se reuniram para discutir o futuro da cidade.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A atividade foi proposta pela bancada de vereadores do PMDB de Curitiba, em parceria com militantes de base e com a Fundação Ulysses Guimarães do Paraná (FUG-PR) e discutiu temas de interesse da população, como o funcionamento da atividade parlamentar, parcerias possíveis entre sociedade civil organizada e FUG-PR, além do aumento exagerado no preço das passagens de ônibus na Capital.

 

Além dos vereadores Noêmia Rocha e Professor Silberto, participaram os deputados estaduais Requião Filho, que é presidente da FUG-PR, e Anibelli Neto, que é vice-presidente do PMDB-PR); Rafael Xavier, conselheiro nacional da FUG, Marcia Ferreira, presidente do PMDB Mulher-PR), Ema Karam, secretária de Educação e presidente do PMDB de São José dos Pinhais. Eles coordenaram a mesa de debates.

 

Rafael Xavier abriu o evento e destacou a importância da reunião: “Este grupo se reúne buscando unificar o PMDB em torno de um projeto que dialogue com o anseio do cidadão curitibano. Há uma crise de representatividade institucional instaurada no Brasil. Os partidos políticos há muito tempo deixaram de representar a sociedade. Precisamos nos reinventar com dedicação e humildade, para que possamos reverberar a voz das ruas. Este evento é o primeiro passo”, declarou.

 

Líder da bancada de vereadores, proponente da atividade, Noêmia Rocha agradeceu aos diferentes segmentos sociais presentes na reunião. Ela falou sobre sua atividade parlamentar e sobre a importância do papel dos vereadores na fiscalização do executivo municipal. Noêmia também elogiou a sinergia entre a bancada, a FUG-PR e o grupo organizador da atividade.

 

O vereador Professor Silberto destacou sua trajetória política, apresentando aos participantes exemplos de gestão coletiva de espaços públicos empregados na escola que ele dirigiu antes de assumir o mandato. Silberto colocou a bancada de vereadores à disposição de todos os participantes.

 

A presidente do PMDB-Mulher Márcia Ferreira enfatizou a importância da reunião e de projetos partidários a longo prazo, aproveitou a oportunidade para reforçar a importância da maior participação de mulheres na política.

 

O vice-presidente do PMDB-PR, deputado Anibelli Neto, elogiou a iniciativa do encontro. Falou das dificuldades encontradas pelo partido na campanha de 2016, enaltecendo a importância da eleição de vereadores comprometidos ideologicamente com o partido.

 

O deputado Requião Filho agradeceu a parceria com a bancada de vereadores e a oportunidade de debater os “Cenários Curitibanos” e comentou: “A política não acaba quando termina uma eleição. Ela continua, nos guia e decide os rumos da nossa cidade. Curitiba sofre hoje com o preço de uma aliança. Eu poderia fazer aqui várias críticas a essa nova administração, que já nasce com velhos vícios, mas podemos, junto com os nossos vereadores Noêmia e Silberto, pensar soluções e oferecer outras saídas ao novo prefeito”, disse.

 

Fernando Knoer, pós-doutor em Direito, expôs o funcionamento da rotina da atividade parlamentar, as funções típicas dos vereadores e procedimentos do processo legislativo.

 

Márcio Carvalho, assessor da FUG Nacional, destacou o momento de crise em que o país se encontra, reforçando a importância da formação como meio de melhorar a cultura política no país. Ele parabenizou a FUG-PR pelos mais de 10 mil alunos capacitados nos últimos anos e abordou diferentes formas de parcerias possíveis entre FUG e associações, universidades, escolas, igrejas e sindicatos.

 

O professor Juliano Geraldi, mestre em Urbanismo, trouxe dados relevantes sobreo aumento da tarifa de ônibus em Curitiba e deixou uma provocação: “As coisas custam quanto custam, mas quanto realmente custa a passagem? ” Ao final, agradeceu ao coletivo organizador do encontro pela iniciativa.

 

Lafaiete Neves, professor de economia e doutor em desenvolvimento Econômico pela UFPR, autor do livro “Movimento Popular e Transporte Coletivo em Curitiba”, falou sobre os contratos pactuados entre a administração pública e as empresas de transporte coletivo e do resultado das investigações feitas pela CPI do Transporte Coletivo feita pela Câmara na legislatura passada. O professor destacou a falta e mecanismos de controle mais eficientes nas informações passadas pelas empresas aos gestores dos contratos.

 

A última parte do encontro foi destinada ao debate entre todos os participantes, que trouxeram à tona suas demandas e preocupações em relação à nova administração municipal.