“PARLAMENTAR FRACO TEM MEDO DE GOVERNO FORTE”, AFIRMA REQUIÃO FILHO EM ARTIGO, CONFIRA:

“Em Governo que sabe administrar, parlamentar não precisa de favores, não precisa de palanque, pois toda a população é atendida. Na Era de governos pífios, parlamentares fracos desfilam sem medo. Mas não se enganem! Tudo isso é passageiro e uma Nova Era virá, sem lugares para covardia.” Confira o artigo do deputado estadual Requião Filho.

Continue lendo

DEPUTADO ADEMIR BIER QUER MAIS INVESTIMENTOS NO NÚCLEO DE COMBATE AOS CIBERCRIMES

O deputado estadual Ademir Bier, pediu nessa terça feira (07), em pronunciamento na Tribuna da Assembleia Legislativa do Estado do Paraná, mais investimentos do Governo do Estado no NUCIBER (Núcleo de Combate aos Cibercrimes). “Pela importância que o NUCIBER representa para a segurança dos paranaenses, é extremamente necessário que o Governo do Paraná priorize investimentos para o setor”, disse Bier.

Continue lendo

REQUIÃO FILHO PROPÕE ADOÇÃO DE NOVA TABELA PARA O SIMPLES ESTADUAL, COM MENOS CATEGORIAS E AUMENTO DO TETO DA ALÍQUOTA DE ICMS PARA OS PEQUENOS

A Audiência Pública realizada na manhã desta quarta-feira (08), na Assembleia Legislativa, para debater o aumento de impostos proposto pelo Governo Estadual, demonstrou total insatisfação das entidades que representam a indústria e o comércio no Paraná. Após uma longa explicação sobre a nova forma de cálculo de cobrança de ICMS, as manifestações foram de angústia e preocupação, uma vez que a nova tabela deve promover aumentos progressivos e significativos no bolso dos empresários.

Continue lendo

CCJ CONTRARIA JURISPRUDÊNCIA DO STF E DESCARTA PROJETO CRIADO PARA PROTEGER MICRO E PEQUENOS EMPRESÁRIOS

Tramitando na Assembleia Legislativa há quase três anos, o Projeto de Lei nº 112/2015 de autoria do deputado Requião Filho sofreu mais uma derrota hoje na Comissão de Constituição e Justiça. A proposta pretendia conferir às micro e pequenas empresas, nos casos de aquisição de produtos sujeitos à substituição tributária, o direito de pagar o ICMS pela alíquota máxima a elas aplicável, tendo como base de cálculo o valor real da operação. E mesmo com uma jurisprudência no STJ, a proposta aqui no Paraná foi rejeitada.

Continue lendo
1 2 3 73